Produção Florestal

Produção agrícola e florestal
O bosque misto de carvalho negral é a formação florestal dominante, existindo também bosquetes de resinosas e folhosas, galeria ripícola e talhões de pinheiro-bravo e de eucalipto, que contribuem para a diversidade paisagística da Quinta da França.

Quando a Terraprima iniciou a gestão da Quinta da França, a floresta existente era caracterizada pela presença de uma galeria ripícola desenvolvida, bosquetes de carvalho-negral e áreas de giestal com evidentes sinais da passagem recorrente de fogos florestais. Duas pequenas áreas de pinhal e de eucaliptal completavam o elenco de parcelas florestais existentes.

No período 2003-2006 ocorreu a primeira intervenção florestal num projecto financiado pelo programa AGRO, consistindo na remoção do mato, no aproveitamento da regeneração natural de carvalho-negral, na limpeza e poda de formação dos bosquetes de carvalho mais desenvolvidos e na plantação, nas clareiras, de bosquetes de pinheiro-bravo, cedro-do-Buçaco, cerejeira-brava, tília e bétula.

O único povoamento de pinheiro-bravo de alto-fuste foi estabelecido em 1955, tendo sido cortado em 1979, altura em que se deixaram sementões para a regeneração da área. Em 2007 efectuaram-se novas plantações de pinheiro-bravo num projecto financiado pelo Programa Ruris.

A floresta da Quinta da França é essencialmente de conservação e ainda não está a ser explorada comercialmente. A venda de serviços ambientais foi, até ao momento, uma das fontes de rendimento actual mais significativa, ao abrigo de um contrato pioneiro com a EDP que vigorou entre 2007 e 2012. Este contrato estabeleceu a remuneração da fixação de carbono nas áreas florestais, tendo a demonstração de uma gestão florestal responsável sido uma das obrigações contratuais. Com esta motivação, a Terraprima aderiu em 2008 ao Grupo APFCertifica, no qual se mantém até hoje.
Explorar e descobrir
Vista do carvalhal da Quinta da França
Galeria ripícola
Um dos exemplares mais velhos de carvalho negral
Árvore monumental na galeria ripícola
Pastagem e galeria ripícola
Pinheiros usados na plantação do Ruris
Jovem pinheiro aquando da plantação do Ruris
Os estratos juvenis predominam no carvalhal
Documentos para download