NULL

Agridiag

Formação
Neste projecto, a Terraprima participou na elaboração e teste de um módulo formativo sobre avaliação de sustentabilidade em explorações agrícolas. Este módulo destina-se a professores do ensino e formação profissional e a profissionais de apoio técnico e consultoria a agricultores.

O projecto “Agridiag” foi uma parceria internacional envolvendo, além da Terraprima, entidades húngaras e francesas (e, em Portugal, o Instituto Superior Técnico). Participaram universidades com experiência em agricultura, escolas profissionais e institutos agrícolas e associações dedicadas à sustentabilidade agrícola.


O objectivo do projecto foi a transferência, para a Hungria, de uma inovação educativa previamente testada em França e Portugal. Em concreto, visou-se a acreditação, no ensino profissional húngaro, de um módulo de ensino baseado no software online de avaliação ambiental de explorações agrícolas DIALECTE.

O DIALECTE é uma ferramenta online de avaliação ambiental de explorações agrícolas criada pela associação francesa Solagro. Está disponível gratuitamente (sendo apenas necessário aqui o registo do utilizador) em francês, português, castelhano, inglês, alemão, italiano, romeno e húngaro. Conta actualmente, na sua base de dados, com mais de 1700 explorações agrícolas de todos estes países. Além da avaliação do desempenho ambiental de cada exploração (baseada num sistema de pontos e indicadores), é possível comparar explorações da base de dados quanto ao desempenho em vários temas ambientais.

Os parceiros húngaros e portugueses testaram este módulo em acções de formação-piloto com professores do ensino profissional, consultores e técnicos agrícolas nos respectivos países. Previamente à construção do módulo, foi efectuado um diagnóstico de necessidades de adaptação do mesmo ao contexto de cada país. A acreditação do módulo em Portugal não era um objectivo do projecto, mas o módulo foi construído tendo isto em vista no futuro.
 
O projecto teve início em Dezembro de 2012 e terminou em Novembro de 2014. Foi financiado pelo Programa Aprendizagem ao Longo da Vida da União Europeia.